Buscar
  • Prêmio Book Brasil

Entrevista com Maíra Gomes: Vencedora em três categorias no II Prêmio Book Brasil.

Atualizado: Abr 15


Maíra Gomes, vencedora nas categorias "Melhor livro infantil", "Autora do ano" e "Livro do ano" no II Prêmio Book Brasil com o livro "A menina e o tempo". A autora tem 35 anos, é carioca, moradora do Méier e apaixonada por Saquarema. Seus principais trabalhos são: Infância (2014), As Aventuras do Príncipe Ricardinho e do Cavalo Romão (2019), ambos pela Editora Autografia, e A Menina e o Tempo (2020), publicado pela Editora Em Prosa & Verso.

Durante a pandemia de Covid-19, iniciou um projeto de lives diárias no Instagram, por onde passaram cem profissionais do mercado literário, e em 2021 retornou com as entrevistas.

Administra um perfil sobre viagens (@checkinecheckout) e ministra mentorias de Instagram para pessoas que gostariam de usar seu perfil como vitrine para o próprio trabalho.



Em que momento você decidiu publicar? O que foi primordial nessa transição entre o anonimato e a obra revelada ao público?


Maíra: Um dia eu acordei muito triste e escrevi o poema que deu origem ao meu primeiro livro. Ele ficou guardado por dois anos até que, depois de ler para o meu filho um livro do projeto Leia para uma Criança, do Itaú, me dei conta de que aquele poema podia ganhar o mundo em forma de livro. Eu sou uma pessoa muito insegura, então, esse processo entre comunicar as pessoas de que publicaria um livro e ver o livro sendo lido e agradando, foi muito sofrido. Contei com o apoio de muitos amigos e foi isso que me deu forças para não desistir no meio do caminho. Por que literatura infantil? Pretende escrever em outros gêneros ou formas literárias?

Maíra: Eu escrevo para todos os públicos. Inclusive, os textos que publico no Instagram e no meu blog não são infantis. Até o momento só publiquei livros infantis, mas acredito que é uma questão de tempo até que minhas poesias, contos e crônicas para o público adulto ganhem uma publicação. Recentemente, concluí um romance juvenil e estou esperando uma oportunidade para publicá-lo. Você foi incentivada na infância às práticas literárias ou isso aconteceu por busca própria? Quem citaria como inspiração?


Maíra: Meus pais sempre leram pra mim, me deram livros e foram exemplo. Acredito que os dois tenham me influenciado na mesma medida. Meu nome foi tirado do livro homônimo, de Darcy Ribeiro, o que prova que a literatura entrou na minha vida muito cedo, logo assim que eu nasci. Aos 4 anos eu tinha decorado o livro O Menino Maluquinho, de tanto que leram o livro pra mim.

"A menina e o tempo" venceu nas categorias Melhor livro infantil e Livro do ano na segunda edição do Prêmio Book Brasil, o que também lhe rendeu a conquista de Autora do ano. Como se sente em relação a isso e o que atribui ter sido o diferencial na sua escrita? Maíra: Eu fiquei realmente em choque. Estava me preparando para não ganhar, inclusive sonhei com isso, e o livro abocanhou todos os prêmios a que concorreu. Acredito que as pessoas tenham se conectado com a história. Recebo muitas mensagens dos pais dos meus leitores dizendo que choraram com o livro e isso se deve ao fato da história ser comum a todos nós. Quais os maiores desafios e conquistas vividos na carreira de escritora brasileira? Maíra: É muito difícil alcançar novos leitores e o mercado é muito fechado. O desânimo bate e resistir é o maior desafio. Acredito que cada mensagem falando sobre os meus livros é uma conquista muito importante pra mim, principalmente por causa da minha insegurança. O Prêmio Book Brasil foi o primeiro em que me inscrevi, justamente por ser tão insegura. Foi um desafio e uma conquista tripla. Conta um pouco sobre seus planos futuros na literatura. O que esperar em 2021?

Maíra: No momento estou conversando com algumas editoras, em busca da melhor casa para dois dos meus novos livros. Até o final do ano quero disponibilizar alguns contos na Amazon e reeditar As Aventuras do Príncipe Ricardinho e do Cavalo Romão, meu segundo livro. Como você enxerga a realidade das práticas literárias no Brasil no que diz respeito às desigualdades sociais. Maíra: Os livros são uma excelente ferramenta para o aumento de vocabulário. No entanto, esse tipo de leitura, que extrapola a fruição, deve ser feita com mediação de profissionais. Por isso é tão importante o trabalho de incentivo a leitura em sala de aula, por exemplo. Acredito que existe um livro certo a ser apresentado a cada leitor, levando em consideração também sua bagagem.

O que você diria a uma criança ou adolescente que deseja ingressar na carreira literária? Maíra: Não há caminho fácil. Como em tudo na vida, é necessário estudar, ler e praticar muito. Em alguns dias a gente quer desistir, em outros o sonho ganha forças, o importante é ter foco e acreditar em si mesmo.




Links para compra dos livros:

Infância: https://republiqueeditora.com/loja/produtos/p_1917684

A Menina e o Tempo: https://www.emprosaeverso.com.br/pagina-de-produto/amenina-e-o-tempo


Contatos: Site: https://mairafgomes.wixsite.com/mairagomes

Youtube: https://www.youtube.com/c/Ma%C3%ADraGomesoficial/playlists

Instagram: @mairagomes_oficial



Por Marcos de Sá

72 visualizações3 comentários